Como Usar Na Decoração?

20 May 2019 02:04
Tags

Back to list of posts

<h1>Villa Medicea Di Castello</h1>

<p>A Villa Medicea di Castello numa luneta de Giusto Utens, Museo di Firenze com'era. O top&oacute;nimo da regi&atilde;o Castello deriva da castelo (castellum) de um aqueduto romano que por aqui tinha o seu tra&ccedil;ado. Este aqueduto foi mandado montar pelo senador Marco Opellio Macrino (164-218) que, em 217, se tornaria Imperador do Imp&eacute;rio Romano. Ao longo do aqueduto existiam reservat&oacute;rios de &aacute;gua chamados de &quot;castelli&quot; e a aldeola tomou o nome de Castello dell'Olmo, em consequ&ecirc;ncia a um olmo existente por este ponto.</p>

<p>Sandro Botticelli: encomendou-lhe La Primavera e La nascita di Venere para decorar esta mesma villa, grandes pinturas que actualmente se descobrem na Galleria degli Uffizi. M&oacute;nica Zagalo . Des Ign De Interiores de Giovanni di Pierfrancesco, a villa foi herdada pela tua vi&uacute;va e pelo filho Giovanni delle Bande Nere, que ali residiu com a esposa, Maria Salviati, e o filho Cosme. Na &eacute;poca a villa era constitu&iacute;da por um p&aacute;tio, uma sala t&eacute;rrea com loggiato, cozinha e est&aacute;bulos. A villa foi saqueada e incendiada ao longo do cerco de Floren&ccedil;a (1529-1530), como a quase plenitude das novas estruturas fora dos muros da cidade, todavia felizmente, sofreu danos pequenos em compara&ccedil;&atilde;o com as outras villas da zona.</p>

<p>Com a queda da Rep&uacute;blica Florentina, Castello reconstru&iacute;u as casas destru&iacute;das e os habitantes voltaram ao servi&ccedil;o dos campos e &agrave;s ocupa&ccedil;&otilde;es tradicionais. Depois da morte de Tribolo, em 1550, os trabalhos foram continuados por Davide Fortini e depois por Giorgio Vasari, limitando-se o mais poss&iacute;vel ao que foi projectado pelo primeiro arquitecto. Posteriormente, fizeram aqui estadias incont&aacute;veis membros da fam&iacute;lia.</p>

<p>O muro do fundo do jardim, com os bustos neocl&aacute;ssicos. Aquando da extin&ccedil;&atilde;o da dinastia M&eacute;dici, a Villa di Castello passou para os Lorena, igual ocorreu com as novas propriedades da fam&iacute;lia. Os novos propriet&aacute;rios organizaram algumas interven&ccedil;&otilde;es de importancia funcional: a constru&ccedil;&atilde;o de duas limonaias (jardins de inverno), para a magn&iacute;fica colec&ccedil;&atilde;o de citrinos que foi logo depois ampliada e a promo&ccedil;&atilde;o do parque &agrave; inglesa.</p>

<ul>

dsc625612.jpg

<li>Treze Televis&atilde;o Amaz&ocirc;nia (SBT)</li>

<li>Meu M&oacute;vel de Madeira</li>

<li>1 Tipos de prateleiras 1.Um Madeira</li>

<li>3 Propriet&aacute;rios e usos posteriores</li>

<li>Olha pro c&eacute;u, meu amor</li>

<li>Caf&eacute; nas Alturas - Projeto de Ana Maria Miller e Tain&aacute; Torres</li>

<li>Lembrancinha Junina com caixa de leite</li>

<li>19 - Destinos Internacionais</li>

</ul>

<p>As esculturas e as decora&ccedil;&otilde;es do jardim viveram, pelo oposto, um momento de neglig&ecirc;ncia, por via da mentalidade de natureza iluminista que era completamente estranha ao quadro celebrativo e &agrave; filologia do parque original. Furam deste jeito enterrados os viveiros, desmanteladas as duas fontes r&uacute;sticas, reduzidos os jogos de &aacute;gua da gruta, removida a refer&ecirc;ncia de Floren&ccedil;a e substitu&iacute;da na de H&eacute;rcules e Anteu. As Hospedagens Mais Caras Do Airbnb Em 5 Destinos Tur&iacute;sticos Na Europa E Estados unidos , por outro lado, reconstru&iacute;do o muro de fundo e decorado com bustos e est&aacute;tuas neocl&aacute;ssicas, uma obra valiosa, contudo quem sabe n&atilde;o suficiente pra apoiar a perda referente ao per&iacute;odo quinhentista.</p>

<p>Na &eacute;poca napole&oacute;nica foram empreendidas diversas mudan&ccedil;as, entre as quais a cria&ccedil;&atilde;o duma resid&ecirc;ncia de gelo e a promo&ccedil;&atilde;o de decora&ccedil;&otilde;es em estilo neocl&aacute;ssico dentro da villa. Em 1818, ao longo da restaura&ccedil;&atilde;o, Leopoldo II de Lorena voltou a inserir as duas propriedades de Castello e Petraia mediante uma via de liga&ccedil;&atilde;o entre as duas villas. Com o passar do tempo foi sendo progressivamente negligenciada, com uma substancial inexist&ecirc;ncia de manuten&ccedil;&atilde;o que lhe marcou inequivocamente o destino, tendo sido rejeitada pelos Sab&oacute;ia que preferiam a vizinha Villa Medicea La Petraia.</p>

<p> Cinquenta Ideias De Cores Pra Sala De Estar foi doada, em 1919, por V&iacute;tor Emanuel III ao Estado Italiano. A villa foi privada dos seus preciosos m&oacute;veis, escoados pra algumas villas, e serviu de sede a imensas actividades: habita&ccedil;&atilde;o dos jardineiros, institui&ccedil;&atilde;o elementar e hospital militar. Na d&eacute;cada de 1970 foi providenciado um substancial restauro arquitect&oacute;nico para a villa, que, por&eacute;m, sacrificou extenso fra&ccedil;&atilde;o da decora&ccedil;&atilde;o dos s&eacute;culos XVIII e XIX, e foi destinada a sede est&aacute;vel da Accademia della Crusca, atividade que ainda mant&eacute;m.</p>

<p>O fulcro da villa &eacute; o p&aacute;tio quinhentista, com duas galerias nos lados menores. Da decora&ccedil;&atilde;o original quinhentista restou in situ somente uma &quot;Anuncia&ccedil;&atilde;o&quot; (Annunciazione), afresco dentro da luneta &agrave; cabel&ccedil;a da escada, attribuido a Raffaellino del Garbo. No piso t&eacute;rreo emcontra-se uma vasto escadaria com afrescos paisag&iacute;sticos, actualmente usadopara conv&eacute;nios e para sess&otilde;es p&uacute;blicas da Accademia della Crusca.</p>

<p>Os afrescos representam as colinas por volta de Floren&ccedil;a e algumas vistas imagin&aacute;rias com ru&iacute;nas emolduradas por colunas pintadas, como para recriar a impress&atilde;o duma galeria aberta que fazia de passagem para o vizinho jardim da villa. Vis&atilde;o parcial da fachada da Villa Medicea di Castello. Acha-se contiguamente uma pequena capela e a chamada Sala dos Arm&aacute;rios (Sala degli armadi), que toma o nome das prateleiras que hospedavam os textos originais dos dicion&aacute;rios da Crusca, hoje substitu&iacute;das por c&oacute;pias em facsimile.</p>

Comments: 0

Add a New Comment

Unless otherwise stated, the content of this page is licensed under Creative Commons Attribution-ShareAlike 3.0 License